Comentários: Psycho-Pass #18 – Entre a razão e a verdade

PSYCHO-PASS - 18 - Large 33Dada a escolha entre viver uma mentira ou uma alternativa segurança onde você não pudesse viver tudo, o que você escolheria? Será que você realmente estaria vivendo, se fosse “forçado a respeitar”os conflitos do seu próprio ser? Mais importante ainda, o que acontece se, apesar de todo, o sistema realmente consegue mantê-lo mais seguro do que você se manteria sozinho de outra forma?

Comparando esse episódio com os dois últimos esse foi o mais calmo, até mesmo se comparado a série toda. E claro que todos notaram que a animação desse episódio estava digamos um lixo, os fãs de Psycho-Pass já tinham notado umas falhas na luta do Kougami com o Makishima, mas nada que não pudesse passar em branco nesse e em outros episódios, só que nesse episódio em questão, por não ter tido muitos momentos de ação e focos a animação ficou visivelmente porca. Nada que não perdoemos, claro.

PSYCHO-PASS - 18 - Large 04E para os que esperavam assim como eu, um episódio eletrizante e cheio de tensão deu com a cara no poste. Na verdade ele foi o que chamamos de “calmaria antes da tempestade”, não tivemos os diálogos cheios de referências do Makishima e ele nem deu a carinha nesse episódio.
Esse episódio só serviu para deixar mais claro a função do justiceiro ou cão de caça, se são os próprios criminosos que julgam aqueles que podem ou não fazer mal a sociedade são eles capazes de julgar quem pode ou não prender eles ou até mesmo matá-los, assim destruindo todo sistema. Kougami na verdade tem sua função de detetive de fato, na maioria dos casos matando pessoas que realmente fazem ou poderiam vir a causar o terror a sociedade perfeita. A questão em que eu quero chegar é quando se trata de pessoas assintomáticas, a regra é outra ou ele protege ou ele mata, então o sistema o retira do caso (Kougami), porque ele é a pessoa que pode chegar o mais próximo da verdade.

PSYCHO-PASS - 18 - Large 01Esse episódio também serviu para mostrar que a grande estrela da trama é o Makishima, senti uma falta imensa de seus diálogos que pareciam mais indicações de livros. Enfim mesmo sendo um episódio calmo, nos volta as origens de quando Makishima ainda não tinha realmente dado seu ar da graça em praticamente todos os episódios.

O diálogo da Chefa Kasei com o Ginza o colocando contra parede, mostra de novo que abençoados são os ignorantes e malditos sejam aqueles que não querem enchergar, sinceramente não sei em qual termo encaixar o Ginoza coitado ele é um mais um dessa civilização “perfeita” que aceitou de bom agrado o que lhe foi oferecido, diferente de seu pai que cumpriu um papel “importante”. Acho que foi a primeira vez que senti que realmente era uma conversa entre pai e filho nesse episódio, sim ouveram outras conversas entre os dois, mas foi nesse que eu senti que o Masaoka sintiu uma necessidade de alertar o filho, ao mesmo tempo em que não estava confortável com essa situação. Alias a relação deles foi mostrada de forma fria, e ao mesmo tempo de um jeito que consiguimos perceber que existe um amor um laço entre os dois, por mais que o Ginoza seja cabeça dura e aparentimente frio conseguimos perceber que ele sente falta do pai, e não de um subordinado mas ao mesmo tempo ele tem medo de ter uma vida que nem a de seu pai, por isso esse afastamento.

PSYCHO-PASS - 18 - Large 07A fulga de Makishima desistabilizou a procura por Kagari e recolocou a primeira divisão atrás do assassino fugitivo, a equipe tota desconfiada de que nisso tem algo errado, é obvio só que alguns preferem não falar nesse assunto, enquanto outros (Kougami) preferem encarar de frente os fatos e reconhecer que tem algo errado em não poder matar o Makishima. Claro que não pode a fulga dele atiçou ainda mais os amiguinhos assintomáticos deles, fazendo sua cabeça, digo seu cérebro ainda mais valorizado.

PSYCHO-PASS - 18 - Large 26Pela primeira vez que vi o Gino agir de forma “honrosa” e menos orgulhosa foi ao admitir que precisa do Kougami, por não ter faro de detetive (meu caro isso é para poucos), então aquele plano fajuto cá entre nós, nem eu cairia naquilo.
Agora sabemos que a Kouzaburou (sua mente) não existe mais nesse mundo, e nem nesse corpo robótico que vimos nesse episódio, e mesmo assim quando esse ser surgiu saindo do carro, eu fiquei tipo: Porra não existe outras pessoas em caso de morte para a Chefa? Então me toquei que “ela” é imortal, não a Kouza e sim a Chefa do departamento, claro que um dia vão ter que subistituir esse rosto velho, mas não de forma brusca: assassinato? Nem pensar, que morra de velhice a nossa bondosa Chefa.

Então claro que eles foram encurralados com o plano tão idiota como aqueles, que no momento parecia até uma opção válida. E esse é o nosso momento climax do episódio 18, a quase morte do Kougami, e a Akane de novo salvando sua vida, e a chefa sendo encurralada pelas suas próprias leis, nunca imaginei a Akane fazendo o que fez, mas ela é o tipo de pessoas que só funciona sobre pressão e perante a lei. Já temos provas mais que suficientes que isso é verdade, com a morte de sua amiga e também no momento em que ela teve a chance de matar o Makishima e não matou.Nessa cena tivemos a amostra do desespero de Sibila em capturar Makshima e não permitir que nada nem ninguém interfira nisso, quando a Chefa modifica a arma e coloca em modo letal, e o Gino é confrontato não resta dúvidas que ele não atiraria, e sim a própria chefa apertaria o gatilho o acusando, e ficaria por isso mesmo, mas ninguém contava com a astúcia da Akane que matou a velha na raça, nas próprias leis do sistema.

PSYCHO-PASS - 18 - Large 36A decisão do Kougami em tomar caminhos fora do sistema, era certa. O que eu não esperava é que ele tivesse a ajuda do Masaoka, nesse momento me veio a mente que o Kougami deveria ser o filho do Masaoka afinal é muito mais fácil entender o lado do time em que se está do que entender o lado do time, que nunca jogou. O Masaoka dando fulga e um abrigo ao Kougami, demonstrou a lealdade e o companherismo entre um e outro coisas  que só se criam com o tempo, laços. Foi bonito de se ver esse cena apesar da péssima qualidade. A decisão de Kougami em seguir o caminho “fora da lei”, não foi algo que nunca tivesse sido pensado, algo que nunca esteve na opening do anime então isso não foi novidade.
Claro que a ceninha da carta serviu para deixar os que querem o romance entre o Kougami e a Akane, mais atiçados. A carta no final com a Akane chorando, quase como uma esposa abandona e orgulha por ver seu marido tomar a decisão certa, e esperando que ele volte vivo da guerra.

PSYCHO-PASS - ED2.18 - Large 02Comentários Finais: A cena mais linda e com melhor qualidade foi sem dúvida o finalzinho do episódio. Agora só nos resta esperar pelo que vai acontecer, de uma coisa que tenho certeza não havera amizade entre Kougami e Makishima, pode ser que o Makishima venha a ajudar soltando as informações que tem, mas isso não ira mudar o pensamento Kougami em relação ao que ele fez no passado. Provavelmente veremos Akane e Kougami em lados opostos e como na última frase da carta do Kougami temos ele falando que quando chegar a hora certa Akane tem que está pronta para tomar a decisão certa e de acordo com seus princípios. Agora a questão é, que nenhum dos dois sabe ao certo o que é o sistema e quando souberem será que a Akane ainda vai defender Sibila, mesmo depois de saber o que ele realmente é e como funciona ?
Bom agora é esperar pra ver e pedir para que os episódios finais não sejam ruins que nem esse (falando de qualidade visual), até porque só temos mais quatro episódios e muito provavelmente um bom desfecho para Psycho-Pass. Assim espero, até semana que vem.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Anime, Comentários

4 Respostas para “Comentários: Psycho-Pass #18 – Entre a razão e a verdade

  1. Foi um otimo episódio apesar de que eu esperava muito mais ação. Fiquei surpreso com o rumo que os acontecimentos estão tomando. Não esperava que o sistema fosse querer tirar o Kougami do caso tão rapido, mesmo sabendo que só ele e o Makishima no momento são um perigo para o sistema Sibila. Gostei desse lado mais humano do Gino em admitir suas fraquezas e em hesitar em atirar no Kogami, sendo que ele era muito frio quanto aos seus subordinados no começo. Finalmente a Akane mostrou alguma utilidade, assim como eu esperava, e acredito que será ela a destruir esse sistema junto com o Kougami e o Makishima, embora nesse episódio ficou claro que o Kougami não tem a menor vontade de se unir ao Makishima. Eu pessoalmente concordei e achei mais plausívela a teoria que o Makishima guiará o Kougami na direção da verdade, o que será bem mais interessante no fim das contas.

    • Que bom que agora se convenceu de que não vai vai existir realmente uma alinça entre os dois (Makishima e Kougami). Akane só serve pra isso, aparecer em momentos tensos, fazer uma ceninha de heroina e fim.

  2. ótimo, muito boa essa review, esse episódio foi ótimo, estou acompanhando Psycho Pass e cada episódio fica mais legal 🙂

Comentem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s