Recomendo: Leituras, Filmes e Músicas

PicMonkey CollageComo o último post de recomendação foi muito bem aceito, decidir tentar fazer ele toda semana, espero que gostem. Nesse post de recomendação, deixo filmes, músicas, livros, mangas e coisas relacionadas ou não a cultura japonesa. Tentarei sempre trazer  novidades de filmes, livros e outras coisas que ando querendo ver ou já vi. Espero que gostem.

moda1beck

Finalmente estou terminando de ler Beck e já vai ter review aqui no blog, então se adiantem e leiam também. É um manga escrito por Harold Sakuishi com 34 volumes. Conta a estória de um grupo de cinco adolescentes japoneses que formam uma banda de rock, e as dificuldades pelas quais passam a maioria das bandas que tentam a sorte no Japão e no mundo. Para quem gosta de música é um prato cheio, um manga tem muitas referências do mundo da música. Teve um anime com o total de 26 episódios.

vagaVagabond estava baixado fazia anos aqui no meu notbook e eu sempre deixava pra ler depois e nunca lia, esse é o tipo de mangá que você tem que ler direito, por se basear em fato historicos e narrar a vida de alguém que realmente existiu. Como todo mundo já deve saber Vagabond conta o relato de vida/batalhas do maior espadachin que o Japão já teve Miyamoto Musashi, ele começou a ser serializado em 1998 e está sendo lançado até os dias atuais com 35 valumes, o autor é Takahiro Inoue (autor de Slam Damk). O manga se baseia nos livros que Musashi deixou escrito contando sobre suas batalhas. Tem alguns livros dele traduzido para o português só custam caro, mas vale a pena serem comprados. Quanto ao manga valeu a pena ter esperado para ler, apesar de que nos volumes atuais está acontecendo alguma coisa com os desenhos do Inue, ainda assim exelente construção de personagens e enredo.

moda5suiikilage

Suiiki é um mangá curtinho de 2 volumes, mas não é para ser lido de vez. O manga tem tipo um “mistério” sobre uma colegial (Chinami) que desmaia em plena aula de educação fisíca e vai parar num lugar completamente diferente e conhece um menino..  O manga volta no tempo, estando no presente, mas você entende bem rápido os motivos de Chinami conseguir ver o menino e ir parar no lugar cheio de água, sendo que no presente acontece uma forte escaz de água. Vale lembrar que os japones são bem supersticiosos. Para saber mais do manga clique aqui.

glaucosCom certeza Glaucos é um manga que adoraria que muita pessoa lessem, por motivos de envolver mitologia, filosofia de vida e esporte. Cisse é um adolescente de 17 anos foi encontrado no oceano por seu “pai”. Esta criança do mar tem algum tipo de dom: ele está sempre em perfeita simbiose com o mar um dia, Claude, o ex-campeão mundial de mergulho, descobre e decide fazer o seu sucessor no título de Campeão Freediving Mundial. Cisse, Claude e Haruka (uma médica especializado no estudo do baço) todos tentam realizar seu sonho. Quando um autor se propõe a fazer um manga que envolva algum de tipo de mitologia é algo muito complicado de se fazer, tem que fazer uma construção onde o quebra cabeça se encaixe sem ficar tudo muito surreal demais, porque o manga também aborda o esporte de mergulho livre. Dando uma pesquisada por ai, percebi que o autor expôs muito bem o sentimento das pessoas que praticam esse esporte. O manga terá uma review aqui no blog muito em breve (quando deixar de preguiça). Mas já deu pra perceber que o autor de Shamo tem uma queda por esportes. Para baixar Glaucos em português e completo.

moda3ponyo

Ponyo – Uma amizade que veio do mar foi um filme dirigido por Hayao Miyazaki lançado em 2008. Conta a estória de Sosuke (Hiroki Doi) é um garoto de cinco anos que mora em um penhasco, com vista para o Mar Interior. Um dia, ao brincar na praia, encontra Ponyo (Yuria Nara), uma peixinho dourado cuja cabeça está presa em um pote de geleia. O filme faz referência ao clássico A pequena Sereia e nos mostra sob o olhar infantil (marca bastante registrada do Miyazaki) o amor sincero e aceitação daquele que amamos.

pqqnhsO mundo dos pequninos ou Kari-gurashi no Arietti antes de falar qualquer coisa sobre o filme, não procurem review, analise ou resenha do filme. Dica de amiga. Bom o filme conta a estória de Arrietty, uma pequena garota, de 14 anos de idade, mora com os pais no recesso do jardim de uma casa no subúrbio, sem o conhecimento do proprietário e de sua empregada. Como todas as pessoas pequenas, Arrietty permanece escondida das pessoas, exceto durante ocasionais empreendimentos secretos além do assoalho para “emprestar” pequenos fragmentos, como cubos de açúcar, dos humanos, donos da casa. Mas quando Sho, de 12 anos, um menino humano, vem para ficar na casa, descobre sua misteriosa companheira em uma noite, uma amizade secreta floresce. Um filme tocante, em alguns dialogos você percebe que o filme não é tão infantil quanto parece ser.

heartWhisper of the Heart ou Sussuros do Coração se você lembrar um pouco de Alice no País das Maravilhas, não se preocupe. O filme conta a estória de Shizuku uma adolescente que está tentando descobri o que será de sua vida no futuro, e mostrando seu dia-a-dia com sua imaginação fértil que sempre a leva ao mundo de fantasia, aonde ela poderá encontrar quem ela é e um verdadeiro amor. Produzido pelo Studio Ghibli e novamente com Hayao Miyazaki. “De repente, tu está diante de um ensaio bem metaforizado sobre sonhos e realizações pessoais entrando em choque com a vida cotidiana e a rotina. E talvez, até uma pequena reflexão sobre a vida nos grandes centros urbanos. Então o filme termina da forma sutil como começou.” (fonte do trecho).

moda6kuroko O queridinho Kuroko no Basket que já está na sua segunda temporada, e ganhou uma espécie de análise aqui no blog: leia. O anime conta a estória de Kuroko o sexto jogador da extinta geração dos milagres (um time de basquete com jogadores muito habilidosos). Entrando no time de basquete do colégio Seirin e conhecendo Taiga amante do basquete, que leva o esporte como estilo de vida e assim entramos nesse mundo de partidas afoitas e personagens carismáticos. O anime teve a primeira temporada com 25 episódios e um ova e a segunda temporada deve acabar com 25 episódios também. O manga não é tão legal quanto o anime por isso não recomendo.

edenHigashi no Eden tem um anime de 11 episódio e dois filmes que completam o anime e finaliza a obra. O enredo e construção do mistério é algo muito interessante de se ver. A estória gira em torne de um homem que se intitula Mr. Outside” e que promove um jogo, no qual escolhe 12 pessoas e lhes dá um celular que permite a cada jogador obter direitos a realizar desejos, através da quantia de 10 bilhões de yenes para mudar o Japão. O foco principal é em Akira um jovem que perde a memória e conhece Saki e juntos vão tentar descobri os mistérios por trás do jogo e da perda de memória de Akira. Eu recomendei esse anime ao blog do Vini – Hajimari no Sora na corrente de reviews 2013, então vocês podem ler a review dele aqui.

getNostalgia pura, para quem assistia ao extinto Animax. Get Backers é um anime de 49 episódios baseado no manga de 39 volumes (1997-2002). O anime conta a estória de dois amigos Ban Mido e Ginji Amano, que possuem um Serviço de Recuperação que encontra e traz de volta coisas perdidas dos clientes. Que possuem superpoderes e promete trazer de volta, mediante uma taxa, qualquer item perdido ou roubado, garantindo sucesso em 100% dos casos. Seu empreendimento é conhecido pelo nome de “Get Backers”. Sério eu não perdia nunca um episódio. Tenho vontade de ler o manga, que é mais completo que o anime (o anime corta partes importantes de vários personagens), mas depois de ver a arte do manga estou deixando nas últimas opções.

moda2

Esse é o momento em que indico filmes, livros e músicas que não estão relacionados ao universo japonês.

orangeLaranja Mecânica não é somente um marco no cinema como também na literatura, então se tiverem a oportunidade de ler o livro e assistir ao filme sinta-se honrado.
Ambientado numa Inglaterra num futuro indeterminado, o filme mostra a vida de um jovem, chamado Alexander DeLarge, cujos gostos variam de música clássica (Beethoven), a estupro e ultra violência. Ele é o líder de uma gang de arruaceiros, aos quais se refere como “druguis”. Alex narra a maioria do filme em “Nadsat”, um idioma que mistura o russo, o inglês e o cockney (por exemplo, rozzer é polícia, drugo é amigo, chavalco é homem, moloko é leite). Alex é irreverente e abusa dos demais; mente para seus pais para faltar na escola.

giaGia definitivamente não é um dos filmes que você vê pessoas recomendando por ai, porque na verdade é um filme que conta a história de uma super modelo dos ano 60/70 chamada Gia Carangi o filme interpretado por Angelina Jolie, conta a vida da modelo desde o seu estrelado a sua queda brutal nas drogas e morte em decorrência da Aids. Sou apaixonada por esse filme não somente pela atuação da Angelina (sempre vou achar seus primeiros filmes os melhores), como também a história de sucesso a decadência.

 

Blue Jasmine – um filme do Woody Allen (um dos meus diretores favoritos) espero blueque vocês guardem isso porque verão muitos filmes dele por aqui. Esse é o seu mais novo filme e conta a estória de uma mulher rica (Cate Blanchett) que perde todo seu dinheiro e é obrigada a morar em São Francisco com sua irmã (Sally Hawkins), em uma casa muito mais modesta. Ela acaba encontrando um homem (Alec Baldwin) na Bay Area que pode resolver seus problemas financeiros, mas antes ela precisa descobrir quem ela é, e precisa aceitar que São Francisco será sua nova casa.
Costumo dizer que quem não gosta de pelo menos 3 ou 5 filmes do Woody é porque não entendo o seu humor ou a profundidade de seus personagens. Nesse filme ele trabalha com personagens mais maduros, assim como fez em Meia Noite em Paris. As vezes fico me imaginando uma mulher de meia idade cheia de crises, só acho que isso seria mais do que natural, afinal enquanto ainda houver vida a espaço para incertezas.

PicMonkey CollageFILME BÔNUS – CORRE NO CINEMA

Azul é a cor mais quente nome original (La vie d’Adèle) é um filme francês do diretor Abdellatif Kechiche. O filme estreio no Brasil no dia 6 de dezembro, mas já vinha dando o que falar desde Outubro data oficial na França.
A história acompanha 10 anos na vida da jovem Adèle (sim, a personagem tem o mesmo nome de sua intérprete), partindo da adolescência. As cenas de sexo entre as protagonistas têm roubado atenção, mas o diretor, Abdellatif Kechiche, diz que não entende o escândalo.  A sinopse que não é sinopse é para vocês irem ao cinema assistir ao filme.

Esse filme já entrou na lista dos melhores do ano, acreditem em mim é um filme muito muito bom, apesar de entrar na categoria homo (para alguns pessoas) definitivamente esse não é o assunto principal do filme. Leia, Leia e aqui também. Vão ao cinema e aproveitem para assistir também Tatuagem.

moda4a graca

Olha a Martha Medeiros aqui novamente, já perceberam que gosto pouco dela né ? Esse é seu último livro lançado A graça da Coisa (diferente do outro que indiquei que era mais antigo e edição de bolso). Esse aqui é uma coleção de crônicas do dia-a-dia e também uma reflexão interpessoal que você acaba fazendo ao ler cada crônica, nesse livro eu entendi o sentimento de ler pedaços pequenos, para que o livro não acabasse rápido demais.

“A gente é a soma das nossas decisões.”

É uma frase da qual sempre gostei, mas lembrei dela outro dia num local inusitado: dentro do supermercado. Comprar maionese, band-aid e iogurte, por exemplo, hoje requer o que se chama por aí de expertise. Tem maionese tradicional, light, premium, com leite, com ômega-3, com limão. (…)
Assim como antes era mais fácil fazer compras, também era mais fácil viver. Para ser feliz, bastava estudar (Magistério para as moças), fazer uma faculdade (Medicina, Engenharia ou Direito para os rapazes), casar (com o sexo oposto), ter filhos (no mínimo dois) e manter a família estruturada até o fim dos dias. Era a maionese tradicional.
Hoje existem várias “marcas” de felicidade. Casar, não casar, juntar, ficar, separar. Homem e mulher, homem com homem, mulher com mulher. Ter filhos biológicos, adotar, inseminação artificial, barriga de aluguel – ou simplesmente não os ter. Fazer intercâmbio, abrir o próprio negócio, tentar um concurso público, entrar para a faculdade. Mas estudar o quê? (…)
A vida padronizada podia ser menos estimulante, mas oferecia mais segurança, era fácil “acertar” e se sentir um adulto. Já a expansão de ofertas tornou tudo mais empolgante, só que incentivou a infantilização: sem saber ao certo o que é melhor para si, surgiu o pânico de crescer.

Trecho da crônica “Medo de errar”

cemCem anos de Solidão é um clássico se você nunca ouvir falar sobre este livro, se jogue da primeira ponte que ver. Primeiro de tudo devo dizer que ele não é um livro gostoso de se ler, bom no começo ele é um pouquinho chato então se você não é adepto de leitura tente lê-lo devagar até você começar a entender o enredo e a árvore genealógica.

Considerado um dos melhores livros de literatura latina já escritos, sua história passa-se numa aldeia fictícia e remota na América Latina chamada Macondo. Esta pequena povoação foi fundada pela família Buendía – Iguarán.

A primeira geração desta família peculiar é formada por José Arcadio Buendía e Úrsula Iguarán. Este casal teve três filhos: José Arcadio, que era um rapaz forte, viril e trabalhador; Aureliano, que contrasta interiormente com o irmão mais velho no sentido em que era filosófico, calmo e terrivelmente introvertido; e por fim, Amaranta, a típica dona de casa de uma família de classe média do século XIX. A estes, juntar-se-á Rebeca, que foi enviada da antiga aldeia de José Arcadio e Ursula, sem pai nem mãe.

A história desenrola-se à volta desta geração e dos seus filhos, netos, bisnetos e trinetos, com a particularidade de que todas as gerações foram acompanhadas por Úrsula (que viveu entre 115 a 122 anos). Esta centenária personagem dará conta que as características físicas e psicológicas dos seus herdeiros estão associadas a um nome: todos os José Arcadio são impulsivos, extrovertidos e trabalhadores enquanto que os Aurelianos são pacatos, estudiosos e muito fechados no seu próprio mundo interior.

Os Aurelianos terão ao longo do livro a missão de desvendar os misteriosos pergaminhos de Melquíades, o Cigano, que foi amigo de José Arcadio Buendía. Estes pergaminhos tem encerrados em si a história dramática da família e apenas serão decifradas quando o último da estirpe estiver às portas da morte. (fonte wiki) Leia mais sobre aqui.

carpiO Amor esquece de Começar é um livro do Fabrício Carpinejar (vocês já devem ter lido frases soltas dele por aí). Outro cronista que recentemente tem tomado mais espaço no meu coração, ele e a Martha tem bastante em comum quando se trata de escrita, só que o Fabrício é mais profundo quando se trata de sentimento, ele escreve a forma de sofrer, enquanto a Martha é mais realista nos assuntos amorosos.

O amor é uma surpresa e uma confirmação. Um renascimento para quem até então não o encontrava. Um espelho a mostrar a beleza e o vigor a quem sempre soube identificá-lo. O Amor Esquece de Começar é esse espelho. A mulher, principal interlocutora de seus textos certeiros, não está sozinha. O homem também pode participar dessas revelações que, apontadas numa direção, atingem todos e tudo. O amor, afinal, é o sentido da vida e o conforto para a assustadora dimensão do universo. “Quero recuperar o romantismo, uma visão cristalina e verdadeira das relações amorosas, um cuidado na fala, a sedução”, revela Carpinejar. “Sem idealismo, mas com idealização. A expectativa e a confiança fazem bem ao amor e não podem ser abolidos. Desejo, com as mulheres, o consenso das mãos durante o dia e dos pés durante a noite.”

moda8

moda7Por último não menos importante uma listinha de blogs que eu constantemente acompanho.

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Recomendo

7 Respostas para “Recomendo: Leituras, Filmes e Músicas

  1. Só músicas legais.
    Poxa, ouço tanto falar de Laranja Mecânica, mas nunca vi :\
    Glaucos, eu gosto bastante desse mangá, apesar de achar que alguns personagem mereciam uma atenção maior do mangaká.
    Suiiki é do mermo mangaká de Mushishi, né? Vou por na minha lista agora.
    Vagabond e Beck já estão na minha lista o/

  2. flavio

    to gostando de ler esse manga ! muito bom sobre samurai , vagabond, legal, valeu pela postagem desculpa por aguas passadas kkkkkkkkk

  3. Pingback: Diário de Bordo #1 – Bem Vindos! | Hajimari no Sora

  4. s7eve

    Adorei a matéria, seu gosto é mesmo mto bom ^^
    Vagabond sempre será um dos melhores na minha opinião e Glaucos eu tambem gostei mto, Beck está na lista dos que pretendo ler.
    Laranja mecânica é um clássico, incrível esse filme.
    Gostei das recomendações de livros tambem.
    Uma sugestão para uma próxima matéria: Pantaleão e as visitadoras de Mario Vargas Llosa .

Comentem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s