Review: Skyhigh

Skyhigh.full.1077349Olá! Eu sou Daisuke, do blog Mangathering, e fui convidado a fazer um post aqui, no Paradise Gekigá. Espero que gostem! Hoje eu falarei de Skyhigh (o mangá, não aquele filme de super-heróis), de autoria de Tsutomu Takahashi (Blue Heaven, Jiraishin, Alive!), e que foi publicado na Young Jump em 2001. Tem dez capítulos compilados em dois volumes.

Quando uma pessoa é assassinada ou morre por alguma influência de terceiros, sua alma vai para o Portão dos Rancores. Nesse lugar, ela se encontra com Izuko, uma bela moça de cabelos negros que é a guardiã do local. Nesse post-mortem, a moça lhe dá três opções: ir para o paraíso; ficar vagando por aí como um espírito; ou ir matar alguém no mundo dos vivos, sendo que sua alma irá para o inferno depois. A essa altura, imagino que já seja dedutível que este é um mangá episódico que trata das escolhas das pessoas após morrerem. Como é de se imaginar, a maioria delas escolhe se vingar.

pg5A fórmula do mangá deve lembrar muito Jigoku Shoujo (Hell Girl), afinal, tanto Izuko quanto Enma Ai dão às pessoas a oportunidade de se vingarem, com a condição de irem ao inferno. Mas no caso de Skyhigh, as pessoas já estão mortas. E chega a ser impressionante ver como as personagens do mangá tomam atitudes no “calor do momento”, impensadas. As emoções das pessoas são muito bem retratadas, apesar de um pouco exageradas (intencionalmente) de vez em quando.
O senso artístico de Tsutomu, que tem um belíssimo traço, cria uma ambientação bem sombria, e ao mesmo tempo bela, à série. Algo meio gótico, mesmo. Bom, um mangá repleto de histórias sobre ganância, traições e crimes não poderia ser diferente, né? Aliás, os três últimos capítulos de Skyhigh constituem uma história só. Essa última história encerra a obra com excelência. O final é realmente ótimo.

skyhigh_v01c01_008_009Obras episódicas como Skyhigh tendem a ficar cansativas após algum tempo, como já vinha ocorrendo, por exemplo, com Mahou Gyoushounin Roma (até onde se têm scans), mas eu, sinceramente, me diverti lendo o mangá todo, sem nenhuma reclamação quanto a isso. Não tem uma side-story ou algo do tipo, mas a última história une vários pontos que o leitor provavelmente queria entender. Por se tratar de um mangá curto, não vá esperando explicações detalhadas dessas coisas. Tem situações nas quais uma coisa pode ser explicada em apenas um quadro, com uma fala. Mas não, isso não é necessariamente um fator negativo. Muito pelo contrário. Não é o tipo de coisa que eu posso falar, por ser um spoiler, mas quem leu, provavelmente sabe do que estou falando.
As personagens mudam de uma história para a outra, mas no geral elas são bem estruturadas. Têm suas próprias histórias, seus próprios dramas, e tudo mais. O autor fez questão de trabalhar numa atmosfera que combinasse com tudo isso, o que ajuda em muito a obra. Por isso, Skyhigh é um mangá forte no lado emocional da coisa. Não acho que vá fazer alguém chorar, ou entrar em depressão, mas consegue nos fazer entender as coisas com muita sutileza. Graficamente falando, não tem muitas cenas fortes. Claro, tem uma ou outra cena pós-vingança sendo mostrada, se é que me entendem, e algumas cenas de sexo- não, não é nenhum ero-guro.
skyhigh_v02c04_164Mas no geral, é uma leitura facilmente recomendável para qualquer um. Skyhigh tem várias sequels, as quais eu ainda lerei.
Eu recomendo esse mangá porque ele tem uma excelente ambientação, uma personagem que não precisa de muitas falas para ser interessante, boas histórias e um final digníssimo. E, bom, só tem dez capítulos, é uma leitura rápida.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Mangás, Review

Comentem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s